terça-feira, 14 de abril de 2015

Nenhuma Criança Nasce Má

 Olá pessoal,



 Sei que o título da postagem é um pouco estranho mas estava pensando nisso ontem, enquanto estava com a minha mãe num posto abastecendo o carro. Vi uma mãe, moradora de rua, com quatro filhos, um bebê e três maiorzinhos, com nada mais que 7 anos. Ai comecei a me lembrar de reportagens de crianças roubando, crianças no trafico, crianças em semáforos pedindo esmolas ou tocando as campainhas das casas para pedir um pouco de dinheiro.

 Meus pensamentos foram vagando por esses assuntos, em que rumo a sociedade tomou, o nível crescentes de moradores de ruas, da marginalização da sociedade. Como chegou a esse nível? As drogas corroendo pessoas, destruindo famílias, afastando amores e esperanças.. Como chegamos à isso? O dinheiro se tornou deus de todos, trabalhamos até a exaustão para juntar dinheiro, e quanto mais juntamos mais queremos juntar, esquecemos lazer, família, amigos, tudo pela ganancia e consumismo.. Como chegamos a isso??



 E vejam bem leitores, dinheiro, drogas, marginalização da sociedade, tudo isso que vemos hoje, todos os dias, e está até se tornando normal, está refletindo nas nossas crianças. Quantas vezes não vemos as cenas que citei acima, de crianças pedindo esmolas em casas e semáforos? Ou crianças sendo os famosos aviõezinhos do trafico ou crianças roubando por ai, quando você vê algo assim você considera que a criança nasceu desse jeito? Nasceu com o "sangue ruim"? Eu espero que não..

 Pensando nisso, me veio a linha de pensamento de que é muito fácil culpar a índole da criança, culpar a criança por ter nascido "ruim", mas não é bem assim.. Nenhuma criança nasce má, ou ladra, ou qualquer outra coisa. A criança nasce inocente, sem malicia, inocente. O que faz uma criança cometer atos de vandalismo e criminalismo somos nós, nós que formamos essa sociedade capitalista e egoísta, onde apenas nosso umbigo importa.
Criança rastejando com fome, pedindo esmola ou algo para comer - Fonte: jerusalemdeouro.com

 Ao nascer num berço de marginalidade, corrupção e maldade a criança vai adquirindo os traços do meio a sua volta, é obrigada a fazer coisas ruins, é ensinada que é assim que deve agir, mas não é culpa dela ser assim.

 É muito fácil culpar os outros pelos nossos erros. É muito fácil falar que você não tem culpa da sociedade estar assim, mas todos temos uma parcela de culpa, uns mais outros menos mas todos tem culpa! Ignorar toda a maldade e marginalidade a sua volta já é ter uma parcela de culpa, pois ignorando tudo você está sendo egocêntrico e não quer fazer nada para melhorar o meio em que está. Imagine essas pessoas que estão morando na rua, como é o dia delas, como deve ser estar no frio, no calor, na chuva, no vento.. Não ter onde dormir, não ter certeza se terá o que comer amanhã.. A infelicidade toma conta de pessoas assim, e um ato de caridade e bondade pode ser muito mais valioso do que nós podemos imaginar.



 Que tal começar a melhorar um pouco a nossa sociedade, espalhando um pouco de bondade? Uma marmita para quem tem fome, uma roupa para quem tem frio.. Pequenos atos, que se todos fizéssemos se tornaria uma grande corrente de boas ações.. Quem sabe assim a sociedade não começa a mudar para melhor?


4 comentários:

Déa Pacheco disse...

Nossa esse assunto é muito sério! Eu sou educadora e posso afirmar que não existe "sangue ruim", a criança sofre a interação do meio em que vive e realmente não sei onde isso tudo vai parar! Que bom que abordou este assunto, acho que mais pessoas falando sobre isso causa mais impacto e a partir dai mais mudanças! Abraços!
www.deapacheco.com

Living Doll disse...

Bom dia Dea! Seja bem vinda ao blog!! Esse assunto é realmente serio, e as coisas estão tomando um rumo muito perigoso!! Todos precisamos nos conscientizar do mundo ao nosso redor!! beijoos

Nathalia Dutra disse...

Estou em pleno acordo com você! Estava falando sobre isso esses dias. Nenhuma criança nasce má, preconceituosa, agressiva, etc. Elas aprendem a viver com os pais e com a sociedade, não consigo mesmas! E muitas, na minha família mesmo, apanham ou são xingadas por comportamento x ou y, e os pais não vêem que são eles próprios que estimulam esse tipo de comportamento!
48janeiros

Living Doll disse...

Oii Nathalia, seja bem vinda!! Siim, muitas vezes crianças apanham por comportamentos que elas aprendem com os adultos a sua volta, por exemplo uma criança fala um palavrão e leva um tapa na boca enquanto a mãe diz: voce não sabe que isso é feio de falar? A criança não tem como saber, ela vê os pais fazendo e associa isso a algo aceitavel e começa a fazer igual, o aprendizado infantil é atraves da copia de quem lhe é proxima, ela vai vendo, assimilando e imitando!

Postar um comentário

Olá, seu comentário é muito bem vindo! Sinta-se a vontade para dar sugestões, criticas e elogios, porém fique atento à algumas regrinhas e avisos:

• Comentários agressivos, racistas, preconceituosos ou que ferem de alguma forma a integridade moral da escritora e de leitores serão excluídos.

• Estou permitindo comentários anônimos pois sei que algumas pessoas não são usuárias do blogger e muitas não gostam de colocar seus e-mails no formulário de comentários, porém se os comentários anônimos começarem a ser usados com os proposito de difamação, preconceito, entre outros irei alterar essa configuração

• Também tem um blog? Deixe o link no comentário e terei o prazer de visitar! É sempre bom conhecer novos blogs!!

• Tem conta do Google+, sinta-se a vontade para seguir e conversar! (Google+ : Living Doll - livingadoll@gmail.com)

Obrigada pela atenção,
Living Doll