terça-feira, 14 de abril de 2015

Mito Felino: O Gato Gosta Mais da Casa do Que do Dono

Bom dia pessoal,

 Para o primeiro post de hoje eu resolvi falar sobre gatos, que como eu já disse antes, são animais que eu amo e que infelizmente estão cercados de mitos muitas vezes infundados.



 Quem nunca ouviu alguém falar "gatos gostam da casa não do dono" que atire a primeira pedra.. Acho que é um dos mitos mais famosos sobre gatos, e porque chamei de mito? Porque é isso mesmo que é.. Uma frase sem reais fundamentos ou consideração ao animal.

 O gato como qualquer outro animal de estimação se apega muito ao dono, ele tem bastante carinho e respeito pelo seu dono, porém diferente dos cães por exemplo, ele tem uma forma própria de demonstrar isso, uma forma moderada e até controlada de mostrar que gosta das pessoas da casa.

 Seu gato nunca vai preferir a casa à você, pois você lhe dá carinho, atenção e comida, você lhe faz companhia e ele também retribui esses gestos. Sua casa apenas lhe dá um lugar seguro para ficar, o que qualquer outra casa faria.



 É muito comum, infelizmente, famílias que se mudam de suas antigas casas e deixam os gatos para trás exatamente por conta desse dizer popular, já achando que se levarem o gato para a nova casa ele vai fugir para tentar voltar para a antiga. Isso não é algo fundamentado, um gato não vai tentar fugir de sua nova casa para voltar para a antiga, ele ficará assustado com o novo ambiente, com certeza, já que são animais cautelosos, e pode acontecer dele sair para a rua, assustado, e se perder, e nesse caso alguns gatos conseguem encontrar sua antiga casa, mas isso não é regra, é muito provável que seu gatinho fique perdido.

 Com o mito desmentido, algumas dicas para quem está pensando em se mudar e tem um gatinho em casa:

 • Quando seu gato ver os preparativos da mudança, ele vai perceber o clima do ambiente mudando, afinal haverá muita excitação e também stress, e isso pode influenciar o humor do seu gato, por isso paciência com ele, tentem não deixar o gato pra escanteio

 • No dia da mudança, quando o caminhão for buscar os móveis encontrem um comodo vazio e seguro para o gato ficar, isso evita tanto que ele fique mais estressado quanto já está, por conta dos barulhos e pessoas estranhas em seu território, quanto que ele fuja por estar assustado com tudo isso.

 • Faça a mudança do gato por ultimo, quando a casa estiver vazia e for a ultima viagem até a casa nova.

 • O gato deve ser transportado em uma caixinha para animais. Caso não possua uma, e nem tenha condições de comprar, pode providenciar uma caixa de papelão, furada, e grande o bastante para o gato.

 • Tenha noção de que o gato pode ficar agressivo com a viagem, mas tente não deixar a caixa balançar muito no carro, para que a viagem não seja muito desagradavel para o animal.]

 • Ao chegar na casa nova, siga o mesmo esquema de antes de sair da casa, coloque o animal em um comodo. Para que ele possa se acalmar. CUIDADO: alguns gatos ficam realmente agressivos, e cada dono sabe qual é a personalidade do seu animal, então cuidado ao abrir a caixinha de transporte, evite ficar mexendo com o animal.

 • Assim que boa parte das coisas estiver arrumada, feche qualquer saída para a rua, ou portas pelas quais seu gato pode fugir e solte ele. Ele estará assustado, e irá explorar cada canto da casa, deixe-o ir se acostumando com o novo ambiente.

 • Pode acontecer dele acabar se enfiando em um móvel e ficar lá por um ou dois dias, não mexa com ele, deixe que ele fique lá, pois isso faz parte do processo de transição do gato, ele está com medo da casa nova e esse cantinho o deixa calmo e confiante.

 • Evite colocar seu gato no quintal nos primeiros dias, até que ele esteja confiante na nova moradia, pois assim você evita que ele saia e se perca.

 • É bastante aconselhável, para quem tem a opção, que o gato só seja levado para a nova casa, assim que ela já estiver arrumada e organizada, assim ele evita aquela parte de barulheira e correria.

 • O gato pode demorar de 5 à 15 dias para se acostumar com a nova moradia, tenha paciência e seja compreensível com o bichinho.

 Bom pessoal, espero que tenham gostado das dicas, eu já passei por uma mudança com o meu gato, e fiz exatamente tudo isso, quando o soltamos na casa nova, ele cheirou a casa toda e se escondeu na gaveta da minha cama, ficou lá uns 3 dias e depois saiu como se tudo fosse normal.

 Beijos,

4 comentários:

Letícia Lemos disse...

Maravilhoso defender os gatinhos assim! Também amo eles, parabéns!

Letícia Lemos disse...

Muito lindo você defender os gatinhos! Também os amo muito, parabéns!!

Letícia Lemos disse...

Muito lindo você defender os gatinhos! Também os amo muito, parabéns!!

Living Doll disse...

Olá Leticia, seja bem vinda!! Amo gatinhos acho melhores dos homens!! Quero quebrar alguns preconceitos em volta deles e também esclarecer algumas questoes equivocadas sobre eles!!

Postar um comentário

Olá, seu comentário é muito bem vindo! Sinta-se a vontade para dar sugestões, criticas e elogios, porém fique atento à algumas regrinhas e avisos:

• Comentários agressivos, racistas, preconceituosos ou que ferem de alguma forma a integridade moral da escritora e de leitores serão excluídos.

• Estou permitindo comentários anônimos pois sei que algumas pessoas não são usuárias do blogger e muitas não gostam de colocar seus e-mails no formulário de comentários, porém se os comentários anônimos começarem a ser usados com os proposito de difamação, preconceito, entre outros irei alterar essa configuração

• Também tem um blog? Deixe o link no comentário e terei o prazer de visitar! É sempre bom conhecer novos blogs!!

• Tem conta do Google+, sinta-se a vontade para seguir e conversar! (Google+ : Living Doll - livingadoll@gmail.com)

Obrigada pela atenção,
Living Doll